WNBA

Diário Ao-Vivo

DateRCasa v Visitante-
06/12 17:00 1 CHI Sky v IND Fever View
06/13 00:00 1 LA Sparks v MIN Lynx View
06/13 18:00 1 CON Sun v SEA Storm View
06/13 19:30 1 ATL Dream v WAS Mystics View
06/13 22:00 1 PHX Mercury v NY Liberty View
06/13 22:00 1 LV Aces v DAL Wings View
06/15 23:00 1 IND Fever v SEA Storm View
06/16 01:00 1 MIN Lynx v CHI Sky View
06/16 02:00 1 LV Aces v NY Liberty View
06/17 02:30 1 LA Sparks v PHX Mercury View
06/17 23:00 1 WAS Mystics v ATL Dream View
06/17 23:00 1 IND Fever v SEA Storm View

Resultados

Date R Casa v Visitante -
06/12 02:00 1 [9] DAL Wings v PHX Mercury [4] 77-59
06/12 00:00 1 [1] SEA Storm v ATL Dream [7] 86-75
06/10 23:00 1 [4] LA Sparks v WAS Mystics [9] 71-89
06/10 00:00 1 [12] IND Fever v CHI Sky [11] 76-92
06/09 23:00 1 [2] SEA Storm v ATL Dream [7] 95-71
06/09 02:00 1 [9] DAL Wings v PHX Mercury [4] 85-81
06/08 23:00 1 [8] MIN Lynx v WAS Mystics [10] 81-85
06/06 23:00 1 [9] DAL Wings v SEA Storm [1] 68-67
06/06 23:00 1 [5] ATL Dream v MIN Lynx [8] 80-100
06/05 23:00 1 [5] NY Liberty v CON Sun [2] 64-85
06/05 19:00 1 [11] CHI Sky v LA Sparks [7] 63-68
06/05 17:00 1 [3] LV Aces v WAS Mystics [8] 96-93

A Women's National Basketball Association (WNBA) ou (Associação Nacional de Basquetebol Feminino) é a liga profissional de basquete feminino dos Estados Unidos. Atualmente é composta por 12 times. A liga foi fundada em 1996 como uma contrapartida a National Basketball Association (NBA). Os jogos começaram de fato em 1997; a temporada regular é disputada entre maio e agosto, com os playoffs em setembro.

Muitos times da WNBA são ligados aos da NBA e jogam na mesma arena. O Connecticut Sun, o Seattle Storm e o Tulsa Shock são os únicos times que não tem laços com algum clube da NBA team (apesar do Storm ter tido uma ligação com o Seattle SuperSonics antes do time se mudar para Oklahoma City). Em adição a esses três times, o Chicago Sky é o único time que não compartilha uma arena com um time da NBA. O Atlanta Dream, Chicago Sky, Connecticut Sun, Los Angeles Sparks, Seattle Storm, Tulsa Shock e o Washington Mystics tem donos independentes. Essa independência é importante para o crescimento da WNBA; em um certo período, todos os times da liga feminina pertenciam ao NBA.