Diário Ao-Vivo

NFL 10/09 17:00 - PIT Steelers vs BUF Bills - View
NFL 10/16 17:00 - TB Buccaneers vs PIT Steelers - View
NFL 10/24 00:20 - MIA Dolphins vs PIT Steelers - View
NFL 10/30 17:00 - PHI Eagles vs PIT Steelers - View
NFL 11/13 18:00 - PIT Steelers vs NO Saints - View
NFL 11/21 01:20 - PIT Steelers vs CIN Bengals - View

Resultados

NFL 10/02 17:00 - [19] NY Jets v PIT Steelers [21] L 24-20
NFL 09/23 00:15 - [22] PIT Steelers v CLE Browns [17] L 17-29
NFL 09/18 17:00 - [30] NE Patriots v PIT Steelers [8] L 17-14
NFL 09/11 17:00 - [2] PIT Steelers v CIN Bengals [2] W 23-20
NFL - Pré-época 08/28 20:30 - DET Lions v PIT Steelers W 9-19
NFL - Pré-época 08/20 23:00 - PIT Steelers v JAX Jaguars W 16-15
NFL - Pré-época 08/13 23:00 - SEA Seahawks v PIT Steelers W 25-32
NFL 01/17 01:15 171 [7] PIT Steelers v KC Chiefs [2] L 21-42
NFL 01/09 18:00 - [15] PIT Steelers v BAL Ravens [17] W 16-13
NFL 01/04 01:15 - [20] CLE Browns v PIT Steelers [16] W 14-26
NFL 12/26 21:25 - [13] PIT Steelers v KC Chiefs [2] L 10-36
NFL 12/19 18:00 - [5] TEN Titans v PIT Steelers [17] W 13-19

Wikipedia - Pittsburgh Steelers

O Pittsburgh Steelers é um time profissional de futebol americano baseado em Pittsburgh, Pensilvânia. Os Steelers competem na National Football League (NFL), como um clube membro da divisão norte da American Football Conference (AFC). Fundados em 1933, os Steelers são a franquia mais antiga da AFC.

Em contraste na pré-fusão AFL-NFL, quando eram a equipe mais antiga a nunca ganhar um campeonato da liga, os Steelers da era pós-fusão (moderna) são uma das franquias mais bem sucedidas da NFL. O Pittsburgh ganhou mais títulos do Super Bowl (seis) e chegou mais vezes à final da conferência (onze) do que qualquer outro time da NFL, até que o New England Patriots também conseguiu alcançar este recorde após vencer o Super Bowl LIII, em 2019. Os Steelers venceram oito campeonatos da AFC, empatados com o Denver Broncos, mas atrás do recorde de onze títulos da AFC do New England Patriots. Os Steelers compartilham o recorde de segundo maior número de presenças no Super Bowl com o Broncos e o Dallas Cowboys (oito), somente atrás dos Patriots, que atingiram a marca de onze aparições no Super Bowl após a temporada de 2018. Os Steelers perderam sua mais recente aparição no Super Bowl (Super Bowl XLV), em 6 de fevereiro de 2011.

Os Steelers, cuja história remonta a uma equipe profissional regional que foi estabelecida no início dos anos 1920, entraram para a NFL como Pittsburgh Pirates, em 8 de julho de 1933, como propriedade da Art Rooney e tomando seu nome original do time de beisebol de mesmo nome, como era prática comum para as equipes da NFL na época. Para distingui-los do time de beisebol, a mídia local passou a chamar o time de futebol de "Rooneymen", um apelido não-oficial que persistiu por décadas após a equipe ter adotado seu apelido atual.

A propriedade dos Steelers permanece dentro da família Rooney desde a sua fundação. O filho de Art, Dan Rooney, foi o dono da equipe de 1988 até sua morte, em 2017. O controle da franquia foi dado ao filho de Dan, Art Rooney II.

Os Steelers desfrutam uma ampla e extensa base de fãs apelidada de "Steeler Nation". O time atualmente joga suas partidas em casa no Acrisure Stadium (o antigo Heinz Field), no bairro de North Shore, estádio que também abriga as partidas de futebol americano da Universidade de Pittsburgh. Construído em 2001, o estádio substituiu o Three Rivers Stadium, que recebera os Steelers por 31 temporadas. Antes do Three Rivers, os Steelers mandavam seus jogos no Pitt Stadium e no Forbes Field.

History

O Pittsburgh Steelers da NFL entrou em campo pela primeira vez como Pittsburgh Pirates em 20 de setembro de 1933, perdendo por 23-2 para o New York Giants. Durante a década de 1930, os Pirates nunca terminaram acima do segundo lugar na sua divisão. O Pittsburgh fez história em 1938, assinando com Byron White, um futuro juiz da Suprema Corte dos EUA, na época o maior contrato da história da NFL, mas ele jogou apenas um ano pelos Pirates, antes de assinar com o Detroit Lions. Antes da temporada de 1940, os Pirates mudaram de nome para Steelers.

Durante a Segunda Guerra Mundial, os Steelers tiveram escassez de jogadores e fundiram-se duas vezes com outras franquias da NFL para formar uma equipe. Durante a temporada de 1943, eles fundiram-se com o Philadelphia Eagles, formando o "Phil-Pitt Eagles", conhecido como "Steagles". Essa equipe teve uma campanha de 5–4–1. Em 1944, eles se fundiram com o Chicago Cardinals e ficaram conhecidos como Card-Pitt (ou, ironicamente, como os "Carpets"), equipe que terminou com uma campanha de 0-10, marcando o único time sem vitórias na história da franquia.

Os Steelers foram para os playoffs pela primeira vez em 1947 com uma campanha de 8-4 e empatando em primeiro lugar na divisão com o Philadelphia Eagles. Isso forçou um jogo decisivo de desempate no Forbes Field, que os Steelers perderam por 21-0. Esse seria o único jogo dos playoffs de Pittsburgh pelos 25 anos seguintes: eles classificaram-se para um "Playoff Bowl" em 1962 como a segunda melhor equipe em sua conferência, mas isso não foi considerado uma aparição oficial em playoffs.

Em 1970, o ano em que se mudaram para o Three Rivers Stadium e o ano da fusão AFL-NFL, o Pittsburgh Steelers foi uma das três equipes da NFL a mudar-se para a recém-formada American Football Conference (junto com Cleveland Browns e Baltimore Colts), a fim de igualar o número de equipes nas duas conferências da liga recém-fundida. Os Steelers também receberam uma taxa de realocação de três milhões de dólares (o correspondente a 18,9 milhões de dólares em 2011), o que acabaria sendo uma bênção para eles; por anos eles raramente tinham o suficiente para construir uma verdadeira equipe competitiva.

Era Chuck Noll

A história de má sorte dos Steelers mudou com a contratação do técnico Chuck Noll para a temporada de 1969. O talento mais notável de Noll foi em suas seleções no recrutamento, tendo como jogadores os membros do Hall da Fama Joe Greene em 1969, Terry Bradshaw e Mel Blount em 1970, Jack Ham em 1971 e Franco Harris em 1972 Finalmente, em 1974, ele teve proeza de selecionar quatro membros do Hall da Fama: Lynn Swann, Jack Lambert, John Stallworth e Mike Webster. O recrutamento de 1974 do Pittsburgh Steelers é considerado o melhor de todos os tempos — nenhuma outra equipe jamais selecionou quatro futuros membros do Hall da Fama em um ano, e apenas algumas poucos (incluindo os Steelers de 1970) selecionaram dois ou mais em um ano.

Os jogadores selecionados no início dos anos 1970 formaram a base de uma dinastia da NFL, alcançando os playoffs em oito temporadas e tornando-se o único time na história da NFL a ganhar quatro Super Bowls em seis anos, além de ser o primeiro a vencer mais de dois. Eles também tiveram uma série regular de 49 vitórias consecutivas (1971-1979) contra equipes que terminariam com uma campanha com mais derrotas que vitórias naquele ano.

Os Steelers sofreram uma série de lesões na temporada de 1980 e não foram para os playoffs após uma campanha de 9-7. A temporada de 1981 não foi melhor, com um recorde de 8-8. A equipe foi então atingida pelas aposentadorias de todos os seus principais jogadores dos anos de Super Bowl. "Mean" Joe Greene aposentou-se depois da temporada de 1981; Lynn Swann e Jack Ham, depois dos playoffs de 1982; Terry Bradshaw e Mel Blount, após o campeonato divisional de 1983; e Jack Lambert, após a final da AFC de 1984.

Após essas aposentadorias, a franquia teve suas primeiras temporadas com mais derrotas que vitórias desde 1971. Em 1987, ano da greve de jogadores, os Steelers terminaram com uma campanha de 8-7, mas não se classificaram para os playoffs. Em 1989, eles chegariam à segunda rodada dos playoffs com a força de Merril Hoge e Rod Woodson, e nas duas temporadas seguintes ficaram fora da pós-temporada por pouco.

A campanha ao longo da carreira de Noll com o Pittsburgh foi de 209–156–1.

Era Bill Cowher

Em 1992, Chuck Noll aposentou-se e foi sucedido pelo coordenador defensivo do Kansas City Chiefs, Bill Cowher, natural do subúrbio de Crafton, em Pittsburgh.

Cowher levou os Steelers aos playoffs em cada uma das suas seis primeiras temporadas, feito realizado antes apenas pelo lendário treinador Paul Brown, do Cleveland Browns. Naquelas seis primeiras temporadas, os times de Cowher chegaram três vezes à final da AFC e, depois da temporada de 1995, uma vez ao Super Bowl XXX, com a força da defesa "Blitzburgh". No entanto, os Steelers perderam para o Dallas Cowboys.

Cowher comandaria o time na quinta vitória no Super Bowl, contra o Seattle Seahawks, dez anos depois. Com essa vitória, os Steelers tornaram-se o terceiro time a ganhar cinco Super Bowls e o primeiro a alcançar e vencer o Super Bowl como sexto colocado de sua conferência desde a expansão da NFL para uma pós-temporada com doze equipes, em 1990.

No geral, as equipes de Cowher alcançaram os playoffs em dez das quinze temporadas, com seis finais da AFC, dois Super Bowls e um título.

A campanha de Cowher com o Pittsburgh foi de 149-90-1 na temporada regular e 161-99-1 no geral, incluindo os jogos de playoffs.

Era Mike Tomlin

Em 7 de janeiro de 2007, Cowher demitiu-se, alegando a necessidade de passar mais tempo com sua família. Ele não usou o termo "aposentar-se", deixando em aberto um possível retorno à NFL como técnico de outra equipe. Um comitê composto por Art Rooney II, Dan Rooney e Kevin Colbert foi criado, para conduzir entrevistas para a vaga de treinador. Entre os candidatos entrevistados estavam o coordenador ofensivo Ken Whisenhunt, o técnico da linha ofensiva Russ Grimm, o ex-coordenador ofensivo Chan Gailey, o coordenador defensivo do Minnesota Vikings, Mike Tomlin, e o coordenador defensivo do Chicago Bears, Ron Rivera.

Em 22 de janeiro de 2007, Tomlin foi anunciado como sucessor de Cowher no cargo de treinador principal. Tomlin foi o primeiro afro-americano a ser nomeado treinador dos Pittsburgh Steelers em seus 75 anos de história. Ele tornou-se o terceiro treinador consecutivo do Steelers a ir ao Super Bowl, igualando os treinadores do Dallas Cowboys Tom Landry, Jimmy Johnson e Barry Switzer nesta conquista. Ele foi nomeado Treinador do Ano Motorola em 2008.

Em 1 de fevereiro de 2009, Tomlin levou os Steelers ao seu segundo título de Super Bowl nessa década, ao ganhar por 27-23 do Arizona Cardinals. Aos 36 anos, ele foi o treinador mais jovem a vencer o Super Bowl e é o segundo treinador afro-americano a vencê-lo (Tony Dungy fora o primeiro).

A temporada de 2010 fez de Tomlin o único treinador a chegar ao Super Bowl duas vezes antes dos quarenta anos de idade. Ele levou o time ao (seu segundo Super Bowl), em 6 de fevereiro de 2011. No entanto, os Steelers foram derrotados pelo Green Bay Packers por 31–25. Os Steelers registraram a sua 400.ª vitória em 2012, depois de derrotar o Washington Redskins.

Até a temporada de 2016, a campanha de Tomlin era de 111-63, incluindo os playoffs. As temporadas entre 2013 e 2017 foram de performances com recordes dos "Killer B's", trio que consistia de Antonio Brown, Ben Roethlisberger e Le'Veon Bell. Ocasionalmente, os "Killer B's" também incluíram o kicker Chris Boswell.

Propriedade

Desde 2008, a família Rooney trouxe vários investidores para a equipe, mas sempre manteve o controle acionário. Isso aconteceu para que a equipe pudesse cumprir os regulamentos de propriedade da NFL. Dan Rooney e seu filho, Art Rooney II, presidente da franquia, queriam continuar envolvidos com a franquia, enquanto dois dos irmãos — Timothy e Patrick — queriam prosseguir com as pistas de corrida que possuem na Flórida e em Nova York. Desde 2006, muitas das pistas acrescentaram máquinas caça-níqueis, fazendo com que elas violassem "a política da NFL que proíbe o envolvimento com interesses de corridas e apostas".

Após a morte de Dan Rooney em 2017, ele e Art Rooney II mantiveram o controle da equipe com o mínimo de 30% da liga. Os demais investidores são:

  • A família Robert A. Paul, de Pittsburgh e Los Angeles, que está principalmente envolvida com a Ampco Pittsburgh Corporation, sediada em Pittsburgh, bem como com o Morton's Restaurant Group, a Urban Active Fitness, a Meyer Products e a Harley Marine Services. Além disso, membros da família atuam em vários conselhos, incluindo a Universidade de Cornell, a UPMC, a Universidade de Pittsburgh, a Cruz Vermelha Americana, a Harvard Medical School e a Loomis Chaffee School.
  • O ex-receptor dos Steelers John Stallworth, um membro do Hall da Fama.
  • Vários outros membros da família Rooney, incluindo Art Rooney Jr., John Rooney e a família McGinley, composta por primos dos Rooneys.
  • O presidente e CEO da Legendary Pictures, Thomas Tull.
  • Presidente do GTCR, Bruce V. Rauner.
  • A família Peter Varischetti, de Brockway, Pensilvânia, que possui vários lares de idosos e um negócio imobiliário comercial.
  • Paul Evanson, presidente do conselho, presidente e diretor executivo da Allegheny Energy.
  • Russ e Scott Swank, de Lower Burrell, Pensilvânia.

Registros

Até o fim da temporada de 2015, os Steelers detinham uma campanha de 624–552–21, incluindo playoffs. Nas últimas temporadas, os Steelers geralmente tiveram um bom desempenho, classificando-se para os playoffs por seis vezes nas dez temporadas anteriores e vencendo o Super Bowl duas vezes desde 2005.

Na "era moderna" da NFL (desde a fusão AFL–NFL, em 1970), os Steelers conseguiram a melhor campanha da liga. A franquia venceu a maioria dos jogos da temporada regular, mais jogos de playoffs (33 vitórias; o Dallas Cowboys é o segundo, com 32), venceu mais títulos divisionais (20), jogou na maioria das finais de conferência (15) e está empatado com o Dallas Cowboys, o Denver Broncos e o New England Patriots em mais aparições no Super Bowl (8).

Os Steelers têm o melhor percentual de vitórias (incluindo todos os times de expansão), receberam o maior número de indicações All-Pro e acumularam mais vitórias no Super Bowl (seis) desde que o jogo moderno começou, em 1970. Desde a fusão, a campanha da equipe nos playoffs é 33–19 (63,5%), que é o segundo melhor em termos de porcentagem de vitórias em playoffs, atrás do Green Bay Packers, que tem 28–16 (63,6%).

Defesa dos direitos civis

A franquia, juntamente com a família Rooney, tem sido há gerações defensora da igualdade de oportunidades, tanto para as minorias quanto para as mulheres. Os Steelers foram o primeiro time a contratar um treinador assistente afro-americano (em 29 de setembro de 1957, com Lowell Perry), o primeiro a ter um quarterback titular afro-americano (em 3 de dezembro de 1973, com Joe Gilliam), o primeiro time a ter um MVP afro-americano do Super Bowl (em 12 de janeiro de 1975, com Franco Harris), o primeiro a contratar um coordenador afro-americano (em 2 de setembro de 1984, com Tony Dungy), o primeiro proprietário a pressionar pela aprovação da "igualdade de oportunidades", determinando que pelo menos um candidato minoritário receba uma entrevista em todas as decisões de contratação de treinador principal em todo o campeonato (a "Regra Rooney", criada no início dos anos 2000) e o primeiro a contratar uma mulher como treinadora esportiva em tempo integral (Ariko Iso, em 24 de julho de 2002).